domingo, 9 de outubro de 2011

Poema

"dentro de um homem, chove
o mundo é pisado pelos pés de um homem
com as veias plenas de fé
e de chuva
dentro de um homem chovem
crenças
a mistura com o sal nas lágrimas
das crianças que riem ao brincar
com a palavra "futuro"
entre as suas mãos silenciosas
os mesmos rumores inscritos
na pele dos antepassados
o mundo é pisado pelos pés de um homem
com o corpo pleno de chuva
entre os restos de crenças
que a guerra autoriza
as suas mãos silenciosas
gritando
perto dos meninos atentos
ao choro
dos antepassados
dentro da voz de um homem
chovem sonhos...
o mundo pisado pelos pés
de todas as crianças
e entre as brechas da cegueira
cresce! "
 Ondjaki, pseudonimo de Ndalu de Almeida, Luanda, Angola

3 comentários:

  1. [imenso momento nos tempos particulares de Ondjaki!]

    Imenso, também, esse abraço, Ana

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. Imenso abraço e muitos carinhos pra você também, Leonardo

    ResponderExcluir